HomeProgressoVazapp! Centro rural

Vazapp! Centro rural

Fale enquanto você come. Partilhando valor autêntico no território, em nome da sustentabilidade e transparência, 'da semente ao garfo'. A agricultura camponesa é uma 'cadeia de abastecimento' educada e participativa. Desintermediado. #Vazapp!, 'centro rural'.

'Buzzword' e agricultura camponesa

A expressão 'buzzword,  isto é, indicar aquelas palavras ou frases que se tornaram 'na moda' em um setor específico ou contexto social de referência. Existem vários na cadeia agroalimentar. Frequentemente construídos artisticamente, ou abusados, por aqueles que deles obtêm benefícios econômicos ou políticos. E geralmente são os protagonistas da cadeia produtiva que sofrem com a assimetria de informações, principalmente agricultores e consumidores, que pagam o preço.

'Luta Integrada' triunfa em todos os lugares, para citar um exemplo. Mesmo no plástico das saladas em sacos vendidos a um peso de ouro, só para notar como o consumo de agrotóxicos na Itália é 2,4 vezes maior que a média europeia. 'Integrado, e 'natural, , muitas vezes negado pelos mesmos rótulos que os gabam, eles também alcançaram os alimentos igualmente caros para cães e gatos. Eo 'Made in Italy'é a comédia de mal-entendidos que ultrapassa o limite com as 'lentilhas canadenses de Colfiorito', seco com glifosato e outros venenos.

'Rastreabilidade' e 'blockchain, eles são os punidores dos gigantes da tecnologia da informação e da consultoria 6-7 zeros, os quais subitamente se disfarçam de especialistas em estratégia alimentar como auditores. Especialmente especialistas na estratégia 'to' para alimentar seus cofres, com a venda de sistemas cujos custos são inversamente proporcionais às vantagens oferecidas, em termos de confiabilidade e usabilidade. (1) O  buzzword  menos conhecidos são os que circulam nos círculos das confederações agrícolas, onde sob a bandeira de 'Produzir-Consumir-Crack'(cit. CCCP) fileiras inteiras de agricultores e pecuaristas são arrastadas para o abismo e deixadas para cair. Assim como aconteceu com os pastores da Sardenha, vítimas do delírio de seus próprios representantes. (2)

A partir de 'narrativa'no'notícias falsas,, o passo é curto. Então eu 'semáforos na etiqueta'- do que com o sistema francês NutriScore visam reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados e assim doenças relacionadas a dietas desequilibradas - também são combatidas pelas confederações agrícolas. Cujo interesse deve ser dirigido à promoção de alimentos saudáveis, ligados à terra e à tradição, com ingredientes locais pouco processados ​​e rótulos simples.

Agricultura camponesa  não precisa  buzzword  nem de ser explorado em nome de interesses alheios. Em vez disso, eles são necessários salvaguardas legais  e promoção cultural compartilhada. Para trazer o valor justo de volta ao centro da cadeia de suprimentos, comunicar e compartilhar boas práticas de Agricultura sustentável, In transição para orgânico. Em linha, entre outras coisas, com a pressão de baixo da ConsumAttori, ainda mais jovem. E com os objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS) na Agenda 2030 da ONU, por enquanto apenas no papel.

Mas como fazer isso  transformar o engano coletivo em compartilhamento de informações verdadeiras e verificadas, para criar cadeias de suprimentos justas e sustentáveis? Como impulsionar a distribuição em larga escala para contribuir com o crescimento compartilhado, sem ter que branquear as ruas do leite? Como levar a indústria italiana a entender que seu futuro está duplamente ligado ao uso de matérias-primas boas, saudáveis ​​e italianas? E como criar ferramentas para aproximar agricultores e consumidores? Quem deve criá-los, quem deve participar? Quais informações, quais processos e quais produtos? E como lembrar sempre, todos os dias, que agricultura é comida e que comida é saúde, nas condições acima mencionadas?

#Vazapp! Cadeia de suprimentos curta, 'cadeia de suprimentos culta'

Vazapp!  nasceu em 2016 da ideia de Giuseppe Savino - o filho vulcânico de agricultores da região de Foggia - de semear a mudança através dos relacionamentos, suas verdadeiras sementes. (2) Um 'polo rural' para compartilhar experiências vividas, graças a encontros periódicos como os #contadinners que reúnem agricultores em seus territórios. Para dar vida a novos ecossistemas, inovação social, mudanças 'de baixo para cima', #sognidorto. Já que são muitos os que conversam com os agricultores, cada um 'pro domo sua', e mais ainda para discutir a agricultura e os agricultores. Mas quantos são aqueles que ouvem, compartilham e agem com os agricultores para trabalhar juntos pelo bem comum?

A cadeia de suprimentos globalizada  É constituída por agricultores e indústrias nos 5 continentes, GDO afligido pelo concorrência dos gigantesLoja virtual, consumidores em busca de confiança. Mas é apenas a consciência do papel estratégico dos seus protagonistas a montante e a jusante, agricultores e consumidores, que pode fechar o círculo das cadeias de abastecimento ecológicas. É preciso agir para crescer, para reativar a produção e a demanda interna, ao invés de simplesmente reagir nos momentos mais difíceis.

Cadeias de suprimentos justas e sustentáveis  eles nascem e florescem se o agricultor os promove e o cidadão-consumidor age para obter informações e participar, ao invés de sofrer o cerco de  buzzword  desprovido de significado autêntico. As novas tecnologias podem ajudar os agricultores a se comunicarem e os consumidores a entenderem, mas não podem criar valor do nada. Não existe tecnologia 'taumatúrgica', mas sim várias ferramentas que podem ser adaptadas a diferentes situações, necessidades e produtos. Estimular o consumo consciente e responsável, inclusive por meio de um smartphone.

A 'cadeia de suprimentos culta'  é uma cadeia de abastecimento informada e responsável, colaborativa, justa e sustentável. O verdadeiro significado de uma cadeia de suprimentos curta é, portanto, precisamente 'cadeia de suprimentos culta'.

'Alguém disse uma vez que com cultura não se come. Pois é, chegou a hora de dizer que sem cultura não há semeadura'(Giuseppe Savino, Vazapp!).

Ouça, compartilhe, aja.

#Égalidade!

Dario Dongo e Gian Luca Mascellino

Note

(1) Em relação à confiabilidade do que agora é passado como 'blockchain'os seguintes aspectos são cuidadosamente considerados:

- blockchain  público  (o único que pode ser definido como tal) versus registradores privados (Tecnologias de contabilidade distribuída, ou seja, registros distribuídos que permitem a leitura e muitas vezes também a modificação por vários assuntos),

- autonomia  e independência dos membros da rede (outro pré-requisito para falar sobre  blockchain) versus o controle de um único operador (por exemplo, Carrefour),

- imutabilidade dos dados  v. possíveis adaptações (que destroem o valor do 'cartório digital', privando assim todo o sistema de sentido).

Quanto à usabilidade dos dados, os sistemas mais recentemente apresentados no Cibus Connect 2019 apresentam telas de códigos. Como se o consumidor fosse colocado na frente dos códigos HTML ao invés dos sites resultantes.

(2) Sobre os pastores da Sardenha, veja os artigos anteriores  https://www.greatitalianfoodtrade.it/consum-attori/c-è-latte-e-latte-le-ragioni-degli-allevatori-in-sardegnahttps://www.greatitalianfoodtrade.it/mercati/pastorisardi-la-gdo-scende-in-campo-primi-segni-d-intesa-con-l-industria, https://www.greatitalianfoodtrade.it/mercati/sardegna-l-antitrust-indaga-sui-prezzo-di-latte-e-pecorino-alcuni-dati-di-mercato

(3) Giuseppe Savino e Vazapp! no Instagram (#vazapphub), Twitter @VazzappHub, LinkedIn https://www.linkedin.com/in/giuseppesavino81, Facebook  https://www.facebook.com/profile.php?id=1538260599

+ postagens

Dario Dongo, advogado e jornalista, doutor em direito alimentar internacional, fundador da WIISE (FARE - GIFT - Food Times) e da Égalité.

+ postagens

Gian Luca Mascellino, CEO da ChainForFood, fundador do Movimento Italiano de Agricultura Sustentável.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Descubra como seus dados são processados.

Artigos Relacionados

Artigos recentes

Commenti recentes

Traduzir »